A maioria dos problemas de saúde pode ser evitada por meio da prevenção. E, mesmo quando há incidência de alguma dessas patologias, o diagnóstico precoce aumenta a probabilidade de cura e ameniza a necessidade de tratamentos mais complexos. É nesse intuito que o check-up anual ganha relevância.

Por meio de um check-up, é possível prevenir e detectar doenças ainda em estágios iniciais. Exames simples, quando feitos rotineiramente, são suficientes para cumprir essa função. O fundamental é que homens e mulheres sejam conscientizados e incentivados a fazer o check-up.

Uma pergunta importante: a partir de que idade é recomendado fazer o check-up anual?

Especialistas recomendam que pessoas com mais de 35 anos tenham o hábito de fazer o check-up ao menos uma vez por ano. Entretanto, independentemente da idade, pessoas no grupo de risco precisam procurar um médico para fazer o check-up e seguir a recomendação dele quanto à melhor frequência de realização dos exames.

São considerados fatores de risco: sedentarismo, sobrepeso, fumantes, má alimentação, ser portador ou ter histórico de doenças crônicas na família e apresentar sintomas frequentes, como dores no corpo, fadiga, palpitação, ganho ou perda de peso repentina.

Quais exames são feitos no check-up?

O primeiro passo para quem deseja fazer um check-up é marcar uma consulta com um médico da família ou clínico geral. Esse especialista fará um diagnóstico do paciente, com base no histórico clínico e familiar, e, depois, solicitará os exames mais adequados à situação e idade.

Os exames mais comuns são:

  • Hemograma;
  • Colesterol;
  • Aferição de pressão;
  • Triglicerídeos;
  • Glicemia;
  • Hepatograma;
  • Eletrocardiograma;
  • Exame de fezes e urina;
  • Raio-X do Tórax;
  • Exames de tireoide;
  • Teste ergométrico;
  • Mamografia;
  • Papanicolau;
  • Colposcopia;
  • Exame da próstata.

 

Além do check-up, o que é preciso fazer?

O check-up ajuda a detectar precocemente doenças como hipertensão, diabetes e a maioria dos tipos de câncer. Além disso, patologias que são assintomáticas no começo podem ser diagnosticadas nos exames. Porém, é preciso também ter hábitos de vida mais saudáveis.

Unindo um estilo de vida mais saudável com exames de rotina, potencializa-se a chance de não desenvolver doenças e aumenta as chances de cura/controle, no caso de alguma patologia surgir. Compete aos familiares e empresas estimular e incentivar as pessoas a fazer o check-up anual.

Dicas para o check-up

  • Realize periodicamente seu check-up.
  • Traga seus exames anteriores para serem avaliados. Mulheres deverão trazer mamografias e ultrassonografias de mamas anteriores.
  • Informe sempre para o médico do check-up o nome e contato de seu médico.
  • Avise seu médico que fará check-up. Ele poderá agregar informações e orientações para sua avaliação de acordo com seu histórico.
  • Siga as orientações sugeridas no check-up. Caso não tenha um médico, eleja aquele que será de sua confiança para segui-las. De nada adianta realizar uma avaliação e não cumprir metas estabelecidas. Afinal, seu objetivo com o check-up é melhorar a sua saúde.

Fonte de pesquisa: Hospital Sapiranga + Imtep